sábado, janeiro 31, 2015

Normcore . A moda vem com cada uma...

Dando uma pausa nas postagens com as fotos de viagem...

Resolvi falar um pouquinho hoje sobre o normcore, um termo criado pela empresa de pesquisa de mercado K-Hole, para designar o estilo de pessoas que não seguem uma moda específica. Gente que, mesmo quando usa algum item que está em alta no momento, faz isso de um modo não linear (sem seguir a receita de alguma tribo, mas sim a sua própria vontade).
A ideia, a princípio, eu acho bacana. Esse desejo de se vestir de uma forma mais natural e menos montada certamente surge como um escape diante de uma sociedade cada dia mais consumista e repleta de excessos.
Mesmo assim, tenho algumas críticas a fazer sobre esse conceito. Não que eu seja socióloga, antropóloga, psicóloga, ou especialista em qualquer coisa relacionada ao tema... (é só enxerimento mesmo rsrs)

A minha primeira crítica é em relação à escolha da palavra. Normcore significa "o centro do normal" (oi?) Existe coisa mais relativa do que esse conceito de normalidade? No sentido que vem sendo usado, parece que normal seria o estilo de quem se veste sem pretensão de chamar atenção e/ou que, teoricamente, não estaria muito preocupado em seguir tendências. 

Costumam citar como referência do "estilo" normcore o co-fundador da Apple, Steve Jobs. Ele realmente parecia que não estava "nem aí" para tendências de moda. Provavelmente ele tinha muitas outras preocupações em sua cabeça genial (não que a moda não tenha sua importância) e aparentemente encarava a roupa apenas pelo ponto de vista funcional. Conforto, praticidade e pronto.
Ele tinha sua própria forma de expressar o que era a moda para ele. E o importante é lembrar que cada um tem a sua. 





Mesmo quem acha que moda não tem importância nenhuma, se usa roupa, não tem como fugir da moda e de se expressar através dela de alguma maneira. A mensagem que você passa através do seu modo de vestir pode ser "não tô nem aí para as tendências de moda". Ainda assim será uma mensagem. E eu posso transmitir essa mensagem através de estilos totalmente diferentes. Ou seja: eu posso usar roupas discretas, escuras, confortáveis, folgadas ou até mesmo velhas, calçar sempre tênis ou chinelo com meia. Mas também posso usar coisas coloridas, a primeira peça que aparecer na minha frente, nada combinando com nada, uma melancia na cabeça, tudo bem over. Não deixaria de ser uma forma de dizer: "tô me lixando pra o que a moda diz ser certo ou errado". 

Se a pessoa não está preocupada com tendências de moda, deveria ser, então, simplesmente alguém que usa o que se gosta de usar, independentemente de ser algo que está in ou out no mundo fashion. E não necessariamente isso seria algo minimalista ou casual. O que é confortável para mim pode não ser para você. A ideia de normal varia de acordo com os costumes locais, a idade das pessoas, o meio em que elas vivem e outros fatores.

(peruanos usando traje tradicional e super normal para eles) 

Mas observando as referências que andam circulando na rede sobre o estilo normcore, observa-se que já existe uma imagem bem definida sobre quais tipos de looks se enquadrariam nesse conceito. Roupas com tecidos mais confortáveis, com aparência natural e geralmente bem clean, com um quê minimalista, uma pegada casual, esportiva, mas elegante. O mesmo se reflete na maquiagem, nos cabelos e acessórios. Quanto mais aparentarem naturais, melhor.  

 ´               

 Minha segunda crítica é porque andam dizendo por aí que esse estilo "normcore" está incluindo na moda e transformando em moda até o estilo de quem não liga pra moda. Será que isso é verdade?

Eu acredito que não. Afinal, em sentido amplo, toda a história do vestuário da humanidade está incluída no que chamamos de moda. Como disse lá no início, se uma pessoa usa roupa, seja ela qual for, ela já está incluída no sistema da moda. Então, Estamos todos incluídos, mesmo que inconscientemente. 

O que eu acho mais engraçado é que depois dessa moda do normcore, tem um monte de gente ensinando como parecer normal... rsrs Em outras palavras, como você se produzir toda e o que você precisa ter/comprar para fingir que não tem pretensão nenhuma de estar "na moda".
 Isso é o mercado, baby! 
No final das contas, normcore é mais uma tendência. Surgiu o "normal de butique", assim como existe o punk, o hippie e o gótico de butique. O que a princípio podia ser um comportamento espontâneo de levar  a vida de um modo mais leve e confortável, acabou virando mais uma tribo. Para entrar nela basta ter a sandália birkenstock, aquele moleton de preferência cinza ou azul marinho, um tênis sem muita firula, a jardineira, calça jeans com corte reto ou daquelas mais folgadinhas e otras cositas más...  







A receita já foi dada, mas é claro que quem realmente não se liga em tendências não está nem aí pra isso.  Será que alguém está mesmo imune? 


Fonte: Vila Mulher 

2 comentários:

KIRAFASHION disse...

Obrigada linda Carol, a gente meio que embarca junto... tbm aaaamo fotos interessantes de lugares diferentes. Um bj querida! S2

KIRAFASHION disse...

sobre os looks aqui, tbm acho... estranho que certos looks fiquem na moda... não rola! hehe