terça-feira, março 22, 2011

YOU MUSTN'T HAVE!


É engraçado... sempre fui vaidosa mas acho que nunca fui do tipo de garota "fashion"... Na verdade, durante muito tempo eu me virei comprando roupas apenas em datas especiais e sem dar muita importância a marcas, esse tipo de coisa. Durante a adolescência cheguei a usar roupas que me levariam hoje direto para o Esquadrão da Moda! rsrs Mas, de uma hora pra outra, acabei descobrindo o mundo das blogueiras de moda  e passei a observar bem mais o modo de vestir das pessoas e a desejar muito mais coisas do que antes eu desejava. rsrs Fazendo um balanço, acho que estou finalmente mais equilibrada, porque durante o primeiro ano do Carolina Chique Chique eu fiquei tão consumista que quase fui à falência! kkkkk  O estranho é quando você compra um monte de coisas, mas passa a perceber que essas coisas que você comprou eram bem mais interessantes antes de serem suas. Vocês já sentiram isso? Tipo aquele acessório que era o must have da estação e que você achava lindo quando via nas fotos nos blogs e nas revistas, mas que a partir do momento que você comprou e usou, achou que em você ele não ficava tão bonito assim. E  aí bate aquela frustração porque na verdade você continua sendo a mesma pessoa só que com alguns dinheirinhos a menos e um objeto a mais encostado no armário (ou onde quer que ele caiba, em meio a tanta tranqueira que vc tem). E também é meio constrangedor quando você se dá conta que o valor que você gasta com faturas de cartão de crédito - com o qual você comprou apenas bijouterias, daquelas que você passa um tempão para usar a primeira vez ( de tanto que vc precisava delas...rsrs), e maquiagens, daquelas que certamente vão sair da validade antes que você chegue perto da metade, -  o equivalente ao que seria a prestação de um carro ou até mesmo de um apartamento! Pois é, minha gente.... eu já passei por isso e conheço várias mulheres na mesma situação. Se você é uma delas, talvez você esteja precisando de alguém que diga: NÃO, VOCÊ NÃO TEM QUE TER ISSO!!!! Isso, seja lá o que for... o pincel de maquiagens importado e profissional? Pra que? Você é profissional por acaso? Isso realmente está fazendo falta na sua vida? O batom que custa cem reais??? Tá bom, ele é ótimo, mas você precisa de quantos???  O esmalte número mil da coleção? Fala sério! Você realmente dá conta de usar isso tudo? Acha que alguém vai perceber a diferença do rosa dessa estação pra o rosa da estação passada, só porque agora ele mudou de nome?? Já pensou em consumir de uma forma mais consciente? Pra onde vai todo o material vencido que sai das suas gavetas e necessaires? Já parou pra pensar sobre isso? Até que ponto não estamos todas sendo simplesmente manipuladas e levadas a acreditar que coisas antes totalmente desnecessárias se tornaram de uma hora pra outra absolutamente indispensáveis??? Afinal, nós temos cabeça para pensar ou apenas para separar nossas belíssimas orelhas? Desculpem se o tom se tornou meio agressivo, mas na verdade estou apenas querendo fazer um alerta. Um alerta, afinal, que serve para mim e, pelo que tenho observado, serve pra muitas mulheres. Acho que o sucesso de muitos blogs de moda, estilo e beleza se deve ao fato de que as blogueiras, geralmente, não são modelos, nem atrizes... enfim, não são celebridades. E aí, as leitoras se sentem mais próximas de se tornarem aquilo que elas estão vendo. Mas se a gente parar pra pensar, tem muitas blogueiras que têm um padrão de vida bastante elevado e uma realidade bem distante das pessoas que acompanham seus blogs. É lógico que vai do bom senso de cada um saber até onde dá pra tentar acompanhar ou não. Mas o fato é que o consumismo desenfreado não conhece razão. Muitas vezes é como um vício e não é nada fácil pensar de forma racional quando se está diante de uma tentação. E de onde vem esse sentimento? Somos influenciados o tempo inteiro a desejar coisas e mais coisas. Mas como nos tornamos um alvo fácil? Acredito que muitas vezes, por trás de um consumismo exacerbado, existem problemas de autoestima, carência, ansiedade. As pessoas acham que ao possuir coisas vão se tornar mais bonitas, mais interessantes, mais poderosas, mais atraentes... Mas no final das contas, se você não se sentir bonita  e atraente com o que você é, você não vai se sentir assim com o que você tem. Isso porque sempre vai existir alguém que vai ter mais do que você. E aí, você vai ter que possuir tudo que existe para ser completo? Tá difícil,  né? Então, minha gente.... vamos refletir. Mesmo que você não precise se preocupar muito com dinheiro, não significa que você precisa torrá-lo. Acho que todos nós precisamos aprender a ser consumidores mais responsáveis e conscientes. Se não for para o bem do próprio bolso, que seja pelo menos para evitar desperdícios e colaborar com o meio ambiente. De qualquer maneira, acho importante procurar ter consciência, na medida possível, daquilo que é vontade própria e do que é vontade alheia a nos mover. Até que ponto deixar que outras pessoas determinei o que deve usar, o que deve comer, de que cor pintar o cabelo, que corte fazer, que esmalte usar, quanto deve pesar, do que deve gostar ou não? Em meio a tantas influências pode até ficar difícil lembrar do que você realmente gosta ou não.

8 comentários:

Josy disse...

Adorei! me fez reflitir sobre muitas coisas e atitudes que as vezes tenho na hora da empolgação.

Julia Manhães e Liana Moraes disse...

Excelente post.
Num mundo onde todas nós dizemos o que as pessoas devem comprar, é muito realista um post alertando sobe o que NÃO devemos comprar!
Acredito que cada um deve respeitar sua realidade financeira antes de mergulhar num consumismo desenfreado.

Beijos Julinha
www.julinhaelily.com

Teca disse...

Depois q comecei com o blog, tbm me tornei mais consumista... preciso me equilibrar!
Ah... Tô procurando uma colaboradora para o blog: http://vcmaisbonitasempre.blogspot.com/2011/03/em-busca-de-colaboradoras-para-o-blog.html
Bjão

Priscila Rodrigues disse...

Disse tudo, querida, eu fiz um texto com esse assunto, só que ainda não postei, se chama " a influência da etiqueta".

Eu era assim, aliás, ainda sou um pouco, vivo comprando coisas e a maioria sem necessidade.

Esses dias eu comprei aqueles vestidão, mas odiei quando cheguei em casa, nem sei pq eu comprei se eu não gosto..rs.

Eu cansei de dor roupas que nunca usei, mas quis comprar porque todo mundo tinha.

Estou tentando fazer dessas manias passado e comprar o que eu realmente preciso.. mas nós, que somos mulheres, sempre precisamos de algo.. rs rs. Acho que nunca vamos parar com isso.. rs.

Se eu tivesse grana mesmo, eu teria um cômodo da minha casa só de roupas e outro de sapatos, mas eu só tenho um guarda roupa de 8 portas e 132 gavetas.. kkkkk.

Beijão, e até a próxima.

Priscila Rodrigues disse...

Ops.. é 12 gavetas e não 132.. kkkkkkkkk..

+ Beijos.

Monike disse...

=********************

debytm disse...

Muito bom seu texto! Disse tudo q muita gente precisa ler p refletir... Já tive um momento meio viciada em Make e por causa de blog e flickrs, mas nunca se comparou a muita amigas q tenho... Tem gente q compra sem nem saber se combina c sua pele ou ter testado p simplemente ter Muitas makes... E ainda tem aquelas q ficam c pena de usar... Pode isso! Como vc falou, essas coisas tem prazo de validade!

BJS!

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Concordo com você plenamente!
Eu já fui consumista doente e hoje sei que chamamos de poupar e digo mais, não tem coisa melhor na vida!
Precisamos abrir os olhos, ficar atentas à esse consumismo desenfreado que busca apenas nos tornar pessoas diferentes daquilo que realmente somos, é preciso mesmo cuidar do nosso interior e procurar ser pessoas melhores, isso é o que fica para vida toda!
Parabéns pelo post!

beijos