sexta-feira, janeiro 21, 2011

A dieta dos pontos


Não é novidade que vivo numa briga com a balança, né? Sempre tive tendência a engordar e isso sempre foi um problema pra mim. Nunca fui daquelas gordinhas bem resolvidas, que estão "muito bem, obrigada" mesmo com seus quilinhos a mais. Sempre sonhei em ter aquele corpitcho perfeito, escultural! Mas confesso que ficaria muito feliz em voltar a ter meus sessenta e poucos quilos, mesmo com a barriguinha meio mole e outras imperfeiçõezinhas básica... rsrs O fato é que mesmo querendo ficar magra, fechar a boca não tem feito parte da minha rotina. Adoro uma boa massa  e uma deliciosa fatia de torta... Comer é uma coisa que me dá prazer, além de ser quase um ritual, tanto para celebrar e me reunir com as pessoas, quanto para afogar as pitangas e a ansiedade! Mas quando uma mulher vaidosa se vê com 20 quilos a mais do que o seu normal, é uma coisa no mínimo assustadora! E foi aí que resolvi procurar minha endocrinologista. Ela simplesmente me passou a mesma dieta que ela já havia me passado há meses, mas que eu não havia cumprido direito nem por uma semana. E para me ajudar, passou também sibutramina. Começei a tomar o remédio mais ou menos em setembro do passado e perdi em quatro meses uns seis quilos, mesmo sem fazer dieta e sedentária pra caramba... Mas é claro que o remédio uma hora estaciona se você não fizer a sua parte! E também começei a ficar com medo dos efeitos colaterais. Além de histórias que às vezes chegam pra contar pra a gente, do tipo: não sei quem que tomava sibutramina e teve uma embolia pulmonar e quase morre de repente! Bom, foi com uma história bem assim que eu decidi parar de tomar o remédio e tentar emagrecer por mérito próprio, sem remédios!
Bom, então eu entrei na academia logo na primeira semana do ano novo e estou malhando umas 4 x por semana. Mas desde que parei com o remédio a ansiedade voltou com tudo! E no final de semana passado eu comi tanto que na noite de domingo passei mal e coloquei tudo que tinha comido o dia todo pra fora! Foi horrível... Foi aí que decidi fazer a dieta dos pontos, que começei esta semana, na segunda-feira. 
Na dieta dos pontos a gente precisa, antes de tudo, fazer uns pequenos cálculos para descobrir qual é a quantidade diária de pontos que deve consumir por dia para emagrecer. Essa quantidade vai variar de pessoa pra pessoa, de acordo com a intensidade de atividade física que essa pessoa pratica por dia, seu IMC (índice de massa corporal).... enfim. Ela foi criada pelo Dr. Alfredo Halpern, Professor da USP. Para ele, o sistema de pontos não se trata de uma dieta, mas sim de uma filosofia. Mas o fato é que é uma dieta mesmo! kkkkk Mas se torna uma filosofia no momento em que começa a treinar a nossa mente para o fato de que podemos comer de tudo, desde que em pequenas quantidades, de forma equilibrada. 
Eu não sei quanto a vocês, mas eu sempre tive problemas com dietas restritivas demais! Isso porque é uma coisa quase inimaginável passar o resto da vida sem comer um bolo de chocolate, uma pipoca à noite enquanto assisto a um filme, uma feijoada no almoço de domingo! Dietas que são muito rígidas dizendo que no almoço você só pode comer exatamente uma salada de agrião com alface e um frango grelhado e duas colheres de arroz integral. E que no jantar você deve comer mais ou menos a mesma coisa.... Enfim, dietas assim se tornam muito difíceis de serem cumpridas, porque nem todos os dias a gente tem acesso a uma alimentação tão regrada, não é mesmo? E aquele dia do happy hour? O aquela festinha de aniversário? Se você tem uma vida social mais dinâmica do que a da minha avó, certamente você sabe do que eu estou falando... E então, o que acontece é que a gente acaba furando a dieta e resolve "enfiar o pé na jaca" de vez, não é? Só que com a dieta dos pontos você pode comer de tudo. E se você usou pontos demais numa refeição, pode compensar em outra, ou restringir um pouco mais em outros dias da semana para começar um dia em que ultrapassou um pouco seu limite. Essa flexibilidade diminui aquela sensação de fracasso de quando saímos um pouco da linha. E eliminar a sensação de fracasso é essencial para continuar!
Para fazer acompanhamento dos pontos só é necessário anotar tudo que que você come! Pelo menos enquanto você não se acostuma a fazer os "cálculos" de forma mais automática. Você pode deixar pra somar tudo apenas no final do dia, mas aí você corre o risco de ter uma surpresa não muito agradável... Já somando a cada refeição fica mais fácil se controlar. 
Neste link da revista Saúde é Vital da editora Abril, vocês vão encontrar mais informações e, inclusive, uma tabela interativa, que vai ajudar a fazer sua contagem de pontos. Eu adorei essa tabela e já salvei esse link como minha página inicial na internet!
No site da revista Boa Forma tem algumas sugestões de cardápio seguindo a dieta dos pontos, se você quiser umas dicas...
O importante é ter sempre em mente o seguinte:
NÃO FAZER JEJUM PARA COMPENSAR O ESTOURO DOS PONTOS;
NÃO PULAR REFEIÇÕES COM O OBJETIVO DE ECONOMIZAR PONTOS;
SÓ PORQUE VOCÊ ULTRAPASSOU SEU LIMITE DE PONTOS DO DIA NÃO SIGNIFICA QUE VÁ ENGORDAR
SE ULTRAPASSAR OS POINTOS DO DIA NÃO TENTE COMPENSAR TUDO DE IMEDIATO! DIVIDA ESSA DIFERENÇA NOS DIAS POSTERIORES
NUNCA COMA MENOS DE 230 PONTOS! (lembrando que cada ponto equivale a 3,6 calorias)
SE VOCÊ ESTÁ ESTOURANDO CONTINUAMENTE SEUS PONTOS, NÃO SE DESESPERE! APRENDA COM SEUS ERROS, VEJA QUANDO ISSO REALMENTE ACONTECE E TENTE PLANEJAR COM ANTECEDÊNCIA.

Quem quiser mais informações de como calcular seu limite de pontos é só entrar em contato comigo por email que eu respondo, ok?

Agora é fato que nem sempre a gente consegue emagrecer sozinha. Eu normalmente vou à endocrinologista de mês em mês. Ontem mesmo foi dia de consulta. Contei a minha médica que parei de tomar o remédio, mas ela acha que ainda não é o momento de parar. Passou pra mim outra medicação, que não faz uso da sibutramina mas que também serve para inibir o apetite e emagrecer. Acho essencial que as pessoas saibam a importância de ter orientação médica e do quanto pode ser perigoso fazer dietas radicais e principalmente, usar remédios por conta própria! Mesmo que vc tenha recebido uma receita médica uma vez, não significa que pode tomar remédio a vida toda sem um acompanhamento. É preciso que o médico esteja sempre monitorando sua pressão, acompanhando suas reações, se estão ocorrendo efeitos colaterais...  Então, gente... se vocês estão tendo dificuldades para emagrecer e acham que estão precisando de uma forcinha, procurem um médico antes, ok? Emagrecer é bom, mas sem saúde não vale a pena! 

Bjinho pra vocês! Em breve voltarei com mais novidades sobre dieta, saúde e bem estar.

4 comentários:

Valéria Ferreira Bernardo disse...

Oi amore Parabéns atrasado pelo blog viu, sucesso e muitas conquistas pra ti, adorei todas as suas mudanças.
bjbj

Micha Descontrolada disse...

tb não consigo ser gordinha bem resolvida...estou sempre na luta. às vezes relaxo por demais e engordo mto, mas depois acordo pra vida e corro atras, como agora, q to certinha na alimentçaõ, indo na nutricionista e gostando bastante

Um ótimo fim de semana para você!!!

/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_................

Carol Aquino disse...

Oi Carol, essa dieta dar super certo, pq vc n passa fome e come de tudo, a questão é o controle, com ela e atividade física perdi 13 kg.

Tá rolando SORTEIO de um iPod Shuffle lá no blog, não fique de fora, participe!!
Bjo e ótimo fds =D

www.coisasdemulher.net

Cafofo da Fran disse...

Oi Carol
Eu tenho um sério problema com a balança, sempre tive tendência pra engordar e agora estou lutando para perder 8 kg q estão me encomodando mt... Mas vamos lá querida unir as nossas forças para vencer
Bjokas