sábado, janeiro 08, 2011

De Pernas Pro Ar - e por que não?

Olá, pessoal! Essa semana eu assisti ao filme De Pernas Pro Ar, com Ingrid Guimarães. Achei o filme bem divertido, embora possa fazer algumas críticas... É sobre Alice (Ingrid), uma mulher viciada em trabalho que acaba deixando a família de lado e depois de uma série de mal entendidos, acaba sem emprego e sozinha. É aí que conhece sua vizinha Marcela (Maria Paula), dona de um sex shop. A partir daí, Alice começa a mudar muitas coisas, mas outras, nem tanto... Ela não deixa de ser uma workaholic mas pelo menos dá uma melhorada na sua vida sexual! rsrs Bom, o filme fala de sexo, mas sem profundidade. Até porque, é uma comédia cuja faixa etária é para a partir dos 14 anos. Eu dei umas boas risadas e achei interessante. Não é fácil ser uma mulher moderna, que sonha em ser bem sucedida profissionalmente, tem ambições na carreira, mas ao mesmo tempo tem um marido e filho(s) para dar atenção. É  interessante ver o homem na posição de pedir mais atenção, quando  a mulher está absorvida pelo trabalho. Acho importante que tanto o homem quanto a mulher saibam dar o devido espaço a suas vidas pessoais, a sua família e relacionamentos, mesmo com o trabalho. É pena que em muitas famílias pareça que a obrigação de arrumar tempo para a família seja apenas da mulher.Vocês já sentiram isso?

O filme aborda bastante a questão da utilização de brinquedos eróticos para apimentar as relações sexuais, explorar o prazer feminino e até mesmo, tentar substituir o prazer com uma pessoa real. Será possível? Por melhor que seja um coelhinho ultramoderno, acredito realmente no prazer com uma pessoa de carne e osso! Muitas vezes existe aquele medinho de tocar no assunto "prazer" com o parceiro. Nem sempre é fácil para a mulher "chegar lá". O filme fala da importância do autoconhecimento, de explorar o próprio corpo e descobrir o próprio prazer. A mulher vem avançando em vários aspectos, mas muitas vezes leva um susto a perceber que, em matéria de sexo, ainda está no século passado! Mas não é só a mulher não! Os homens também, que se acham tão "sabe-tudo" a respeito, às vezes nem mesmo estão preocupados realmente em dar prazer a suas parceiras. O egoísmo, o machismo e os preconceitos só trazem problemas em todos os aspectos da vida a dois, inclusive na cama. Para descobrir o prazer e vivenciá-lo ao máximo, acho que o primeiro caminho é abrir a cabeça. Depois é preciso se conhecer e daí então passar relaxar e procurar ficar o mais à vontade possível com o parceiro. Nessas horas, um brinquedinho pode até ser muito bem vindo para descontrair e liberar a imaginação! Aí não tem como não ficar de pernas pro ar!!!;)

Beijinhooooo


11 comentários:

Tarsila Vogue disse...

oiii
aiii que legal vc foi assistii
eu ainda nãoo
rsss =)
belo post
tata v.
psiu tem post novo la

Monike disse...

Não sou muito fã de filme brasileiro

bjs

Mi disse...

ainda nao assisti
beijinhos

Lua disse...

Ouvi falar bem do filme e fiquei curiosa, mas ainda não vi.

Abraços

Kitsch Chic disse...

Devo confessar que sou meio resistente com filmes brasileiros, só assisto se o tema me agradar muito... geralmente fujo dessas comédias! rs

Carol xará, se você pretende comprar a Melissa azul, sugiro que corra, porque ouvi dizer que é edição limitada essa cor!

Bjsss

Patrícia Quel disse...

Oi Carol!
Estou louca p/ assiste esse filme!!!
Bjs!

nathi guarienti disse...

geeeeente esse filme é sensacional, me rendeu boas risadas, os atores estão ótimos, e acredita que já vi duas vezes? hahhiushui
adorei aqui,
beijos
http://ruadegrife.blogspot.com/

Klécia Galvão disse...

Uau!!! Eu assisti ao filme e adorei, ri muito!
Adorei seu post.
Já estou de volta, saudades daqui!
Bjocas!

Vitrine disse...

Olaaa
carollll
adoreiii
a dicaaa amoreeee
vou tentar ver
bjssssss

Teca disse...

Quero ver... Fiquei com vontade ao ler seu post! Mto bom! Bjo

Grazi disse...

Oiii
Valeu a dica!!! Amo cinema!!!
beijos, querida!!

http://muambeiradigital.blogspot.com