quinta-feira, março 11, 2010

Borboletas

Hoje, uma pequena pausa nos posts sobre vestidos, sapatos, etc... Hoje quero falar sobre as borboletas. Você deve estar pensando: falar sobre as borboletas??? Mas o que isso tem demais?
Pois é.. as borboletas! Talvez eu devesse falar das lagartas. Afinal, aqueles bichinhos rastejantes, que eu particularmente acho bem nojentos e feios, acabam se transformando nesses seres etéreos, quase mágicos de tão delicados e belos, as borboletas. Não seria  bom se pudéssemos deixar de ser lagartas e virássemos borboletas, voando ao vento, polinizando a vida com cores e beleza? As borboletas são seres tão femininos que é até difícil acreditar que existem as borboletas-macho! kkkk (sim, elas existem!) Pois é... as mulheres se identificam tanto com as borboletas, talvez pela síndrome de lagartas-borboletas que muitas de nós temos. Algumas já se sentem borboletas, lindas e maravilhosas por aí. Outras, se sentem verdadeiras lagartinhas, sonhando com o dia em  que ganharão asas. Infelizmente, vou confessar a vocês, que muitas vezes é desse jeito que me sinto: uma lagarta colorida e gordinha! (ai, que horror!!! kkk)
Um dia desses eu falei sobre tatuagens aqui no blog. Pra mim, as tatuagens têm que ter um significado. Tenho tatuadas nas minhas costas as minhas borboletas. E também uma frase: "Carpe Diem". Desde que assisti uma aula de literatura e ouvi pela primeira vez essa frase, que significa "aproveite o dia" eu fiquei encantada. A vida é tão preciosa e temos que aproveitar ao máximo. E não tem como aproveitar a vida ao máximo, amá-la plenamente, se não amarmos a nós mesmos. Amar de verdade. Aceitando nossos defeitos, lutando para melhorar o que pode ser melhorado, cultivando hábitos que nos fazem bem e afastando aqueles que nos colocam pra baixo. Acho que tenho perdido muito tempo. Sei que posso ser uma linda borboleta se eu quiser. Mas pra isso é preciso me transformar internamente. Preciso entrar no casulo e me comprometer comigo mesma. Preciso tomar atitudes, além de falar. Não quero que a frase em minhas costas seja só um desenho. Não quero me sentir uma lagarta pra sempre. Acho que já está mais do que na hora de me libertar.

Um comentário:

Alessandra, disse...

Carolina Quando vc passar o pink posta pra ver como ficou em vc.....

Nossa q texto legal, adorei o final tem td a ver mesmo...bjs


www.mdemulhermoca.blogspot.com